• Guilherme Cardoso

A comida era com gordura de porco


Você pode não se lembrar, ou não ter vivido esta época.Comida era feita com gordura de porco.

Até meados dos anos 1960, o Brasil era mais rural do que urbano. Quem morava nas cidades grandes ainda curtia a maioria dos hábitos do interior. A comida caseira, por exemplo, era feita com gordura, do porco, que muitas pessoas criavam e engordavam no fundo dos quintais.

As famílias destrinchavam aqueles enormes porcos, separavam as carnes, fritavam os toucinhos, que se transformavam em torresmos e gorduras, e depois de distribuir com os vizinhos, isso era a regra, faziam chouriços, dependuravam linguiças para defumar em cima do fogão e guardavam tudo em latas de 20 litros, que iam consumindo o ano todo.

Certa ocasião, em 1969, veicularam a notícia nas rádios e jornais que todos os porcos criados em fundos de quintal e abatidos fora dos frigoríficos estavam contaminados e poderiam levar graves doenças aos seus consumidores. Perfeita jogada comercial de indústrias estrangeiras, que desejavam implantar no Brasil o hábito de utilizar os óleos industriais. Foi um Deus nos acuda.

Espalharam que cozinhar com gordura de porco fazia mal, aumentava o colesterol, causava derrame, fazia as pessoas morrerem muito cedo. Ninguém mais teve coragem de utilizar gordura de porco nos alimentos.

Passaram-se os anos, agora todas as famílias cozinham com óleo de soja, óleo de milho e de girassol. No entanto, continuam as mortes precoces, infartos, derrames, câncer, AVC.Valeu a pena a troca, mudar os hábitos e o sabor da comida?

Fizeram o mesmo com a manteiga, derivada do leite. Disseram que a manteiga aumentava o colesterol, entupia as veias do coração, e mente de coisas ruins. Forçaram o uso da margarina, produto vegetal, que a gente passa no pão todos os dias, embora ainda falemos pão com manteiga.

Derrubaram a preferência do brasileiro pelo sanduíche de pão com pernil, que era carne do porco, botaram no lugar o hot-dog com salsicha industrializada, e não linguiça, introduziram o hambúrguer do McDonald’s.

E para dominar de vez o mercado, mexeram com nossas tradições, fizeram reduzir nosso rebanho bovino, que anos atrás era o maior do mundo, inventaram que quem comesse a carne do nosso boi virava mulher, começava a falar fino, deixava de ser macho.

Como no contexto daqueles tempos, homem que era macho, não queria virar mulher, os poderosos venceram a parada, a carne importada ganhou o mercado.

0 visualização