• Guilherme Cardoso

A tal da Reforma Tributária


Olha, essa tal de reforma tributária do Paulo Guedes é mais uma mentira que passam ao povo brasileiro quando se fala em reforma tributária. Esse pessoal não quer reformar nada, querem mesmo é remendar.

Sempre que começam a discutir uma reforma tributária, o que acontece são as propostas de mudar os nomes dos impostos, tirar um tributo de um setor e passar para outro, querer unificar três, cinco ou mais impostos em um, mas sem nunca diminuir a carga tributária no país, que é uma das mais altas do mundo. E totalmente ineficiente.

Se os políticos quisessem mesmo fazer uma verdadeira reforma tributária, a primeira coisa seria trazer de volta a CPMF. Mas, não como um novo imposto e sim, com o objetivo de acabar com vários outros impostos. Agindo assim, aí sim, vão conseguir reduzir a carga tributária e simplificar o pagamento desses tributos, que no Sistema atual é uma verdadeira parafernália.

Eu sou um defensor incondicional da CPMF. Não como querem implanta-la novamente no Brasil. A CPMF que eu conheço e entendo, e como já disse em vídeos anteriores, ela é a filha feia, a filha enjeitada do Imposto Único sobre Transações Financeiras. E este projeto do Imposto Único eu conheço bem, estou com ele desde o seu lançamento lá em 1992 pelo professor Marcos Cintra.

Se a CPMF, que já foi experimentada anos atrás e comprovou arrecadar muito e com simplificade, fosse aplicada agora no Brasil, que está com a sua economia em frangalhos, com certeza seria a redenção do país. Basta aplicar uma alíquota de uns 2%, calcular quanto poderia arrecadar sobre as movimentações financeiras, e em seguida retirar todos os impostos que dessem esse total da CPMF. A arrecadação é simples, todos pagam, não há sonegação e a vida dos empresários e pessoas físicas fica muito mais simples.

0 visualização