• Guilherme Cardoso

As nossas desigualdades: salário de um vereador


O Brasil é um país cheio de desigualdades, não é? São tantas essas desigualdades que para relatar todas elas, este vídeo teria umas 10 horas de exibição. E ninguém aguenta ver um vídeo durante tanto tempo. Ainda mais com coisas desagradáveis.

Aos poucos vamos falando dessas desigualdades. Hoje vamos comentar sobre o porquê um vereador recebe vencimentos salariais tão altos.

Você sabia que os vereadores não recebiam nenhum salário até a década de 70? E foi não Regime Militar, em 1977 que passaram a receber salários mensais. Até então, a atividade de vereador era um trabalho voluntário em benefício da cidade.

Lamentavelmente, de lá para cá, ser vereador se transformou em uma excelente profissão, com muitas disputas a cada eleição municipal. E este ano tem mais.

Para ser vereador em qualquer cidade do Brasil não se exige nenhum grau de educação, basta saber ler e escrever, não precisa ter conhecimento de coisa alguma, basta apenas ser bom falador, ser esperto, ter muita cara de pau para fazer promessas e não cumpri-las, permanecer escondido, sem dar as caras durante 4 anos e depois voltar, procurando os mesmos eleitores esquecidos durante esse tempo.

Com tanta crise que se encontra o Brasil, milhões de pessoas desempregadas, estudantes recém formados sem emprego, outros milhões na informalidade, trabalhando nas ruas, vendendo balas e água nos semáforos, e um vereador de uma cidade como Belo Horizonte ganhar 16 mil reais fixos de salário e mais outros 60 mil reais de verbas para gastar com gasolina, roupas, celular, internet, não pode mais ser aceito passivamente, sem reclamar.

É muita desigualdade salarial entre os demais trabalhadores de empresas privadas que são obrigadas a ter cursos superior, falar outro idioma, trabalhar até 12 horas diárias para ganhar no máximo uns 10 mil reais, como médicos e engenheiros. Isso trabalhando em dois ou três empregos. A maioria dos profissionais estão na faixa de 3 mil reais por mês.

E o vereador, que não precisa cursar faculdade alguma, nem ter uma profissão, trabalha 3, 4 dias por semana, e somente na parte da tarde, e muitos pouco comparecem às reuniões na Câmara Municipal.

E pior. Pouco fazem de útil para a população. Ficam dias debatendo assuntos de pouco interesse, homenageando personalidades e dando medalhas a figuras que nem conhecem a nossa cidade.

Tudo bem que o regime democrático diz que os vereadores são necessários, embora inúteis, mas não deveriam ganhar o que ganham, ter tantas mordomias, tantos privilégios.

E além do que ganham ser tão desigual 1uanto o salário médio da população, às vezes chega a 50 vezes mais que o salário do trabalhador comum, você deve ter notado que os vereadores de BH e da maioria das cidades brasileiras não se ofereceu para doar parte dos seus altos salários para combater a pandemia., pernaecendo quietinhos, escondidos em seus cantos e esperando as próximas eleições, quando aí voltam na maior cara de pau pedindo votos.

Esta nossa indignação pode até não dar em nada e tudo continuar como está Mas é bom a gente refletir, começar a pensar se é isso que queremos para o Brasil.

Esta é a minha opinião. Você tem a sua.

0 visualização