• Guilherme Cardoso

Doenças se curam pela mente


Hoje, mais do que nunca, as doenças estão pra todo lado, afetando milhões de pessoas em todo o mundo.


Você anda doente? Cansado de tomar remédios, ir à médicos, ficar horas nos postos de saúde ou hospitais? Uma hora é gripe, outra hora é dengue, outra é dor no corpo, outra hora é fazer exames aos montes com medo de uma doença mais grave?


Pois é. Para muitas doenças, melhor que muitos remédios que a gente toma, tem algo que pode curar tudo isso que é a nossa MENTE. E não custa nada. É só por pra funcionar.


Apesar de toda a tecnologia, dos avanços impressionantes na medicina, descoberta de novas vacinas e tratamentos, os vírus, bactérias, doenças e epidemias, chegam, vão embora e voltam constantemente. É só ver os exemplos que temos do sarampo e da meningite, tidos como doenças do passado, que agora estão de volta.


Idas e vindas de doenças é algo rotineiro, difícil de se evitar. Atualmente, os vírus e as bactérias circulam rapidamente pelo mundo, quase instantaneamente, especialmente pela interação entre os povos, pelas facilidades de deslocamentos e viagens de pessoas pelos mais distantes lugares, o que não acontecia anos atrás.


Vinte anos atrás, só ricos andavam de avião.


Hoje, com as facilidades das viagens, as doenças proliferam, se espalham com mais rapidez entre os povos.


Apesar de tudo, para quase todas as doenças a medicina tem vacina preventiva e outras estão na fase de estudos. Infelizmente, só não produziram ainda uma vacina que combata a fome. E esta fome, de comida e educação, tem matado muita gente, especialmente nos países africanos. Tudo por causa da politicagem e da falta de solidariedade humana.


Inexplicável é que tem comunidades que não acreditam nas vacinas, desconfiam da prevenção, embora todos nós sabemos que estamos vulneráveis a ficar doentes a qualquer hora, a qualquer dia.


Podemos ser acometidos por uma simples gripe, uma pneumonia mais forte, ser picados pelo mosquito da dengue, ter a febre amarela a zika, a chicungunha, ficar na cama muito tempo e até morrer por causa disso.


Desculpe o trocadilho, mas, é o fim da picada morrer por um mosquito!


As doenças chegam, quase sempre sem avisar. Elas não batem na porta. Toc,toc, oi de casa? Vão logo entrando e tomam conta do nosso corpo. Quase todas as doenças, graves ou não, vem de fora,da rua, do ambiente externo. Algumas já estão dentro de nós, vem com a gente desde o nascimento, estão no DNA, vem como herança genética.


Quase todas as doenças, porém, nascem e se desenvolvem dentro do nosso cérebro, da nossa mente. É comprovado cientificamente. Atitudes pessimistas, pessoas deprimentes, paradas, acomodadas, com pouca iniciativa, têm mais chance de ficar doentes, contrair vírus e bactérias, cair na cama mais facilmente.


Psicólogos, psiquiatras, especialistas no estudo da mente afirmam categoricamente, que a maioria das enfermidades do ser humano começam em nosso cérebro, no nosso modo de pensar, no nosso modo de ver e enfrentar os desafios e as dificuldades no ambiente em que vivemos. Seja em casa, na rua, no trabalho e no lazer.


Filósofos, religiosos, igrejas, seitas, escritores de autoajuda, coachs e conselheiros pessoais como eu, estudamos e temos consciência formada de que boa parte das doenças que circulam entre nós, podem ser previstas, evitadas e até mesmo curadas, mesmo quando elas já tomaram conta do nosso corpo.


Você tem dúvida?


Constantemente temos casos e relatos médicos de pessoas com doenças graves, como o próprio câncer, o pior deles, doentes às vezes até desenganados, que apegados à fé, à oração e aos pensamentos positivos, diários e repetitivos, conseguem se recuperar integralmente, com poucas ou nenhuma sequela. São considerados milagres.


Verdade! Não há como negar que são milagres, porque aconteceram fora das expectativas da medicina. Não há explicações práticas, palpáveis para o fato.


Quer um conselho, então? Eu dou!


Se você acredita, tem fé e é praticante, indiferente da religião que adota, saiba que os milagres existem e acontecem, e eles nascem todos na nossa mente, veem dos nossos pensamentos, das nossas ideias, das nossas atitudes.


Analise se não é verdade: quando pensamos negativamente, enchemos nossa cabeça de ideias malucas, desejos ruins, o nosso corpo enfraquece, a imunidade baixa, vai perdendo suas proteções contra os vírus e as bactérias, e aí as doenças entram, as infecções acontecem e o nosso caminho é o hospital. Não é assim mesmo?


Use a cabeça.


Pensar positivo não é uma arte, não é um dom restrito a esta ou aquela pessoa. Pensar positivo é um privilégio que todos nós podemos ter, basta querer, basta ter disciplina e vontade.


Não sei como você anda bem ou mal de saúde. Tomara que esteja bem! De qualquer maneira, faça uma experiência com você mesmo, que não custa nada.


Faça um compromisso, crie uma rotina, um hábito, de todos os dias, em vários momentos, a começar pela manhã, tomando café, de repetir algumas palavras positivas sobre diversas coisas que acontecem ou podem acontecer com você durante o dia.


Comece riscando a palavra NÃO do seu vocabulário. Diga sempre SIM, EU POSSO, EU SOU CAPAZ, EU CONSIGO, EU FAÇO, EU SOU FORTE, EU TENHO FÉ, EU ACREDITO!


Repita essas palavras positivas todos os dias e você verá que depois elas se tornam atitudes definitivas na sua mente, mudam o seu comportamento para melhor. Você fica mais confiante, mais seguro, e novos caminhos vão se abrir para o seu sucesso pessoal, amoroso e profissional.


Acredite misso: A mente cura muitas doenças.


Pensamentos positivos habitando sua mente, vão criar uma forte barreira contra a entrada de doenças em seu corpo, e vão te dar de graça, com pouco esforço, condições de curas inexplicáveis para várias doenças.

0 visualização