• Guilherme Cardoso

Empregos estão acabando!


Eu já fui como você, trabalhei como empregado, fui bancário muitos anos, funcionário público outro tempo, trabalhei em construtora de apartamentos, vendia muito, ganhava bem.


Como era bom ser empregado de uma boa empresa, que pagava bem todo mês, sem atrasar nada.


Hoje, em grande parte do mundo, trabalhos como esses, salário garantido, carteira assinada, um monte de benefícios, férias remuneradas de 30 dias, 13º salário, Vale Transporte, Vale Alimentação, estão acabando, ou vão acabar brevemente.


Trabalhos vão sempre existir, empregos como nós conhecemos, não!


Fique atento no que vou dizer. E não é profecia. Daqui, 10, 20 anos no máximo, nenhuma empresa vai contratar uma pessoa com algum tipo de benefício extra. A tendência será a empresa pagar um salário bom para aquela atividade e nada mais! A pessoa contratada só terá a garantia de receber o salário combinado, e ela mesma se virar para pagar sua aposentadoria, seu plano de saúde, escolher como quer vir trabalhar, de transporte coletivo ou carro próprio, e pagar por ele, e se quiser lanchar ou almoçar, terá que ser com seu próprio dinheiro.


Muitos dos empregos serão à distância, trabalhos remotos, pelo computador, de dentro da própria casa, e não mais nos escritórios ou nas lojas das empresas, sejam elas grandes ou pequenas. Sem a presença física dos trabalhadores nas empresas, as despesas diminuem, a produtividade aumenta e os lucros também crescem. O que faz as empresas terem vida mais longa, gerar mais impostos e riquezas, e consequentemente oferecer mais trabalho às pessoas.


Pode ter certeza, esse é o futuro do mundo e do trabalho que você vai encontrar no mundo dos negócios daqui pra frente.


Não precisa ser vidente pra adivinhar o futuro. Aliás, o futuro já está logo ali, na esquina, vai bater na sua porta ainda hoje, ou amanhã, no mais tardar.


Futuro agora, não é como 30 anos atrás, quando as mudanças aconteciam lentamente, em passos de tartaruga. Até as décadas de 60 e 70, quando uma invenção acontecia lá fora, nos Estados Unidos, Europa, o impacto das transformações só aconteciam anos depois, e no Brasil ainda mais tarde. Foi assim com a televisão, com o aparelho de fax, que custaram a chegar em nosso país.


Agora, com as novas tecnologias, internet aberta e possível a qualquer pessoa, as invenções, as novas ferramentas surgem quase que diariamente, e as mudanças acontecem em todas as áreas, atividades, profissões, segmentos e regras de comportamentos a cada instante.


Não dá mais para dormir no ponto, fechar os olhos, desligar das coisas por algum tempo e você ficará ultrapassado, fora do seu tempo, jogado para escanteio no mercado de trabalho.


Por isso e outras coisas mais, vai um conselho meu, que já estive nos dois lados, empregado e empregador, já vivi outras revoluções, e estou vivendo a mais avançada das revoluções mundiais que é a tecnologia da Informática e a implantação maciça da Inteligência Artificial.


Se você quer sobreviver neste mundo de alta competitividade e se dar bem, ganhar um bom dinheiro, ter uma vida tranquila e proveitosa, estude bastante, não em faculdades ou universidades de 04, 06 anos, mas obtenha conhecimentos práticos e válidos para o que pedem hoje as grandes e médias empresas do mundo, e até mesmo aqui do Brasil.


Não fique atrás somente de empregos tradicionais, pois eles vão acabar brevemente. Cuide de seu conhecimento específico e o trabalho não faltará para você.

0 visualização