• Guilherme Cardoso

O bom momento para o voto facultativo


Olá meus amigos e amigas deste meu canal no Youtube.

O assunto de hoje é:

Bom momento para o voto facultativo

Senado, Câmara e TSE discutem o adiamento das eleições antes previstas para 04 de outubro. A pandemia chegou a desarticulou tudo, e o tempo e a possibilidade física dos candidatos e dos eleitores virou um grande problema.

O Tribunal Superior Eleitoral é francamento favorável que as eleições ocorram nos dia 15 e 29 de novembro deste ano. O próprio senado já fez a sua parte e votou uma Proposta de Emenda Constitucional para adiar as eleições. Mas, a Câmara dos Deputados, onde o projeto também tem que ser votado, não decidiu nada ainda.

Certo mesmo seria nem ter eleições este ano, mas se isso acontecesse os beneficiários seriam os prefeitos, deputados estaduais e vereadores que permaneceriam mais um tempo nos cargos. E ganhando muito bem, diga-se de passagem.

O ideal mesmo seria o Congresso Nacional incluir nessa PEC de adiamento a cláusula do voto facultativo e não mais obrigatório como é até hoje. Voto facultativo é o desejo da maioria dos brasileiros e vai de encontro ao que já existe nas democracias dos países mais avançados.

A gente diz isso, mas sabe muito bem que a classe política não tem nenhum interesse em voto facultativo, pois sabe que devido ao enorme desinteresse do povo pela atuação dos políticos, sempre envolvidos com desvios e corrupção, se houver voto facultativo, poucos cidadãos irão às urnas votar. Mas, seria um avançao forçado na nossa democracia.

Agora, tem um detalhe que é bom o o senado, a Câmara e o TSE pensarem bem. Se até o mês de novembro, ou seja, daqui 5meses, a pandemia do coronavírus ainda estiver por aí, contaminando e matando milhares de pessoas, e lamentavelmente vai estar, ocomparecimento de eleitores nas seções de votações no dia das eleições deverá ser muito baixo, batendo recordes de ausência.

Ninguém é tão bobo assim e afeito à riscos, para sair de casa, deixar seu isolamento, seu distanciamento só para dar o seu voto, ou anular, podendo voltar de lá infectado.

Seria ótimo e bastante inteligente que aos políticos aproveitassem este grave e triste momento para dar algo de bom e proveitoso aopovo brasileiro, votando já o fim do voto obrigatório e o início do voto facultativo, aquele que só vota quem quiser.

0 visualização