• Guilherme Cardoso

O que aprendi nas Redes Sociais


Olha, uma coisa eu aprendi nesses muitos anos que estou nas Redes Sociais. Não adianta você postar textos longos no Facebook, muito menos no Twitter e nem se fala no Instagram. Nesse, basicamente são fotos e curtos vídeos.

No Youtube, onde tenho um canal, que até mês passado eu postava vídeos diariamente, vídeos de 5 a 10 minutos no máximo, falando de política de segunda a sexta e contando casos e causos nos sábados e domingos, eu cheguei também à conclusão que pouca gente vê os vídeos até o final, mesmo sendo curtose de boa qualidade.

Os tempos hoje são outros, a velocidade das coisas é grande, a pressa e a impaciência dos internautas também, são tantas as novidades, são tantos os vídeos, são tantos os filmes pela TV, Netflix, Amazon Prime, Google Play, que as 24 horas do dia são poucas para se apreciar tudo.

Sendo assim, para não deixar de manter a postagem de meus vídeos todos os dias e em respeito aos meus seguidores que ainda se mantêm fieis, vou reduzir ainda mais o tempo de exibição deles, procurando comentar os assuntos do cotidiano de segunda a sexta em no máximo três parágrafos curtos e 1 ou 2 minutos de duração de cada vídeo.

Vou fazer como as manchetes dos jornais e as Escaladas dos noticiários do rádio e da televisão, escrevendo, postando e produzindo vídeos com chamadas do que foi e é notícia no momento.

Para saber mais sobre os assuntos, há os programas nos canais de televisão dia e noite.

Observe que aqui já escrevi e falei demais.

0 visualização