• Guilherme Cardoso

Pedir ajuda.


* Guilherme Cardoso

Há momentos na vida que a gente entra em desespero, pensa que tudo acabou. A perda por morte de um familiar, a demissão do emprego de tantos anos, a briga com um amigo e o fim de um relacionamento amoroso que parecia eterno.


Isto é comum com todos nós mortais. São acontecimentos inesperados e que muitas vezes não dependem de nossa vontade. Como a morte, por exemplo.


Em outras situações, às vezes a nossa atitude, uma reflexão, um dia depois do outro, o esperar a cabeça esfriar podem ajudar a evitar certos eventos desagradáveis.


Procurar ajuda em momentos difíceis é muito importante. Às vezes, uma palavra de um amigo, uma conversa franca com os pais, pode resolver os problemas.


Em algumas situações, e para determinadas pessoas tímidas, introvertidas, sem nenhum amigo íntimo, sem familiares próximos, a busca por conselhos profissionais torna-se de grande utilidade, pois pode abrir caminhos, acender uma luz na escuridão do momento e permitir que a pessoa refaça sua vida, readquira a fé e a confiança nas coisas e no mundo.


Se precisar de um conselho, eu dou.

0 visualização