• Guilherme Cardoso

Porque você deve ter uma arma em casa!


Eu sempre fui a favor de quer o cidadão honesto tenha o direito de possuir uma arma dentro de casa para se proteger.


Já quando da votação da Lei do Desarmamento anos atrás, eu manifestei incessantemente o meu ponto de vista através de artigos postados nos meus blogs e nos veículos de comunicação da época, já que as Redes Sociais ainda não estavam com essa força toda.


Por que a bandidagem pode ter armas de todo tipo, fuzil, metralhadora, granadas e o você, cidadão comum e honesto não pode ter sequer um revólver pequeno, calibre 38 em sua casa?


Está mais que provado que a polícia não consegue dar segurança a ninguém 24 horas por dia, e nem tem pessoal e equipamentos modernos para isso. Boa vontade, até que a maioria dos policiais tem. Mas, só isto não basta.


O cidadão quer e precisa, de verdade, é segurança, pelo menos um sentimento de segurança. E isto você não tem, não é mesmo?


Com esta miséria que o país está vivendo, o enorme desemprego, pessoas passando fome, sem onde morar, a violência só tem que aumentar e os roubos, os assaltos, as mortes por qualquer coisa vão acontecendo.


Entrar ou sair de casa, a pé ou de carro é um grande perigo. Seja à noite ou de dia. Não há mais diferença. E quando você vê um motoqueiro com um sujeito na garupa, você já imagina que vai ser assaltado.

Imagine você em casa, à noite, assistindo o noticiário, uma novela ou um filme, esposa e filhos do lado, e de repente, um ladrão tenta entrar na sua casa, você liga rápido para a polícia, que pede um monte de informações e não vem. O bandido consegue entrar, ameaça todo mundo, quer fazer mal a sua mulher ou filha, você desarmado, implora, se ajoelha, não pode reagir, nem defender sua honra. E onde está a polícia?


Se tivesse uma arma, antes do bandido entrar você teria atirado. E se o assaltante já estivesse dentro de casa, rendido a todos, sob a ameaça de um estupro você pensaria se atirava ou não? É claro que você atiraria no bandido, mesmo que morresse também.


O medo já tomou conta de todos. E isto causa um mal danado na saúde das pessoas, que vivem irritadas, estressadas, violentas também, além do comércio que vive em pânico com constantes assaltos e roubos, especialmente em quem trabalha com lojas de porta para a rua.


Alguma segurança, só em shoppings.


Não dá para entender quem defende a proibição de armas para o cidadão de bem.


Arma é como um carro que você tem. É preciso aprender a dirigir, fazer aulas, e depois pegar um carteira comprovando que você está habilitado.

Assim deve ser com a posse de armas. O sujeito quer uma arma, deve fazer um treinamento, aprender a atirar, saber quando e em quem atirar, e só depois receber uma autorização.


E assim como o carro, se fizer mau uso, atropelar alguém, ou matar, tem que ser punido e preso. Com a arma, é o cidadão que decide o que fazer com ela. Se sair atirando pra todo, ferir ou matar alguém indevidamente, tem que ser preso imediatamente.


Não é a arma ou o carro que causam acidentes e mortes. É o cidadão mal preparado ou mal intencionado.


Quem é contra dar armas para o cidadão comum, quase sempre é aquele grupo de pessoas diferenciadas, que vivem em um mundo diferente do que nós vivemos. São os políticos que só andam de carros blindados, protegidos por seguranças particulares, ou aqueles ricaços que moram em condomínios fechados de alto luxo, com segurança pra todo lado, e quando saem de casa para o trabalho é em carro blindado, com motorista particular e quando vão para as férias com a família, costumam ir para Miami , Disney ou Nova York.


Para esse pessoal que vive em outro mundo, não existe violência no Brasil, tudo está uma maravilha, não existem assaltos, roubos e mortes no nosso dia a dia.


Sou a favor da arma para o cidadão honesto. Se nos EUA, um país avançado em todos os aspectos, alta tecnologia, polícia eficiente, o cidadão americano pode ter a arma que quiser e defender, por que aqui no Brasil, país violento e atrasado, não podemos ter uma arma para nos defender?

3 visualizações