• Guilherme Cardoso

Qual a minha Idade?


Às vezes me pergunto na rua na geração de um carro no teatro no cinema em viagens aonde eu estiver qual a idade que eu tenho. Vou te dizer: não sei respondo com sinceridade. Há muito parei de contar quantos anos eu tenho, embora sempre em agosto comemoro mais um ano de vida. Na mente quase sempre sou uma criança, muitas vezes um adolescente, viu? Algumas vezes um velho, a todo momento um sonhador.


Eu sou do tempo das coisas movida a carvão, vi a chegada da televisão e o homem na lua.

Sobrevivi a revoluções, adaptei-me a trabalhos, absorvi mudanças e transformações tecnológicas, uso a internet, computador, smartphone, aceito ter um chip no corpo ser usuário da Inteligência Artificial.

Para determinadas atitudes posso ter uns 10 Anos, vou ser criança, brincar, encantar com a Disney. Para outros momentos posso ser uma adolescente 15, 18 anos, desafiador, revolucionário desejo de mudar o mundo. Muitas vezes um adulto de 30, 40 anos, responsável, centrado demais. em vários momentos sinto ter vivido além da conta 90, 100 anos, cansado e desiludido com a classe política, arrependido de ter acreditado nesse Brasil que nunca melhora, viu?


Qual a minha idade? não sei, porque o tempo que vivi já passou, o que interessa a mim é o tempo que eu tenho daqui pra frente.


Digo que estou a caminho dos 100 anos, pelas ideias que ainda brotam em minha cabeça, factíveis ou utópicas, pela vontade, crença que vou poder executá-las, seja hoje amanhã ou depois.


E você, qual a idade que você tem pensa ter, imagina que terá?

0 visualização