• Guilherme Cardoso

TSE cassa chapa Bolsonaro/Mourão


Pode até acontecer, mas eu duvido. Por mais provas que se tenha é muito difícil, quase impossível se tirar um presidente e um vice eleitos dos seus cargos. Sem contar que na nossa Justiça comum e eleitoral existem várias possibilidades de recursos, embargos e não sei mais o que, que faz com que o processo se arraste por anos, quase sempre até o final do mandato. Depois, até pode acontecer a cassação da chapa, mas sem nenhuma consequência.

A tendência é que aconteça o arquivamento do processo.

É lamentável que os processos no Brasil ocorram dessa forma, ainda que existam provas claras, concretas e documentadas contra o acusado. Pelo que a mídia tem divulgado, há provas suficientes de que grupos fiéis ao presidente Bolsonaro produziram milhões de notícias falsas, as chamadas fake News, antes durante e após as eleições presidenciais de 2018. Tanto é verdade que já corre no STF uma ação sobre fake News que envolve um chamado Gabinete do Ódio que estaria instalado em gabinetes do Planalto.

Esses fatos são muito graves, ainda mais vindos da presidência da República, como as passeatas e os encontros diárias na porta do Palácio da Alvorada em que Bolsonaro quase sempre ataca as instituições democráticas e ameaça os jornalistas de plantão. Tanto que os profissionais da Globo e da CNNBrasil deixaram de fazer cobertura no local. Preferem utilizar as falas e as imagens do presidente através do seu canal nas Redes Sociais.

Eu tenho muita fé no ministro Barroso, atual presidente do TSE. Ele sempre demonstrou seu apreço pela ordem e respeito às instituições brasileiras e sempre condenou as atitudes tempestivas do ocupante do Palácio do Planalto.

Torço para que esta possibilidade mínima se torne realidade, não porque tenho saudades dos governos anteriores, longe disso. Quanto antes o governo Bolsonaro acabar, mais chances o Brasil terá de se reerguer, de sair do buraco que se encontra, e voltar a ser admirado e respeitado internacionalmente.

Seria uma reviravolta e um resgate da credibilidade da Justiça brasileira se ocorresse agora a cassação da chapa Bolsonaro/Mourão pelo TSE. E melhor ainda se com a apelação ao STF, que certamente ocorrerá, estes juízes da Suprema Corte confirmem a cassação. Poderíamos considerar o renascimento do Brasil para uma nova era.

Depois dessa pandemia que virou o mundo de cabeça pra baixo, tudo é possível. Menos Deus pecar.

0 visualização