• Guilherme Cardoso

Você sente falta dos vereadores?


Você está sentindo falta de seus vereadores na cidade? Eu não! Pensando bem, a vida que não está nada boa, está até melhor com a ausência total dos nobres parlamentares municipais.

Aí vem uma pergunta que muita gente faz e ninguém responde. Qual a necessidade dos vereadores em um regime democrático e com ampla utilização das Redes Sociais? Já que nenhuma autoridade manda algum recado sobre o assunto, eu mesmo respondo. Podemos viver normalmente sem a necessidade de termos vereadores, seja qual for o tamanho da cidade. Aqui em Belo Horizonte são 41 vereadores que gastam juntos 290 milhões anuais dos cofres públicos, ou seja dos impostos que nós pagamos.

O que fazem ou deveria fazer os vereadores? Deveriam estar atendendo os pedidos dos moradores dos bairros e favelas sobre melhoramentos no saneamento básico, nos transportes públicos, na educação, buscando verbas municipais e criando projetos sociais para o desenvolvimento da cidade.O que vemos são os vereadores trabalhando pouco, meio expediente, batendo boca em discussões de nenhum interesse público e criando leis e projetos de nomes de ruas e oferta de diplomas à figurasartísticas e políticas que nada tem a ver com a cidade.

Com o avanço das Redes Sociais e a popularização do celular em todas as camadas da sociedade, os moradores de bairros e favelas não precisam mais da intermediação de vereadores para solicitar ao Poder Público municipal os serviços que necessita em sua comunidade. Basta enviar um email, uma mensagem por WhatsApp ou twitter para determinada secretaria e, receber um protocolo e acompanhar a solicitação.

Essa figura do vereador poderia muito bem ser substituída pelo líder comunitário, o presidente e uma associação de bairro, que conhece muito bem e melhor que qualquer vereador os problemas de seu bairro, de onde mora.

Este trabalho seria voluntário, sem qualquer remuneração, como aliás era no início dos anos 60, quando os vereadores não recebiam qualquer remuneração.

A internet, e as novas tecnologias como a Inteligência Artificial brevemente vão mudar todo o sistema político e eleitoral em todo o mundo. Aqui no Brasil, onde temos um processo de votação totalmente eletrônico, e um dos mais avançados do mundo, fica ainda mais fácil passar a votar pela internet, de casa, sem precisar de se dirigir às seções eleitorais só para digitar um número ou um nome. A simplificação seria enorme e a redução dos gastos eleitorais reduziriam quase a zero.

Do mesmo modo que a gente questiona a necessidade ou não dos vereadores, a mesma dúvida fica se precisamos mesmo de tantos deputados estaduais, em Minas são 77, federais em todo o Brasil são 513 e 81 senadores. Por que não diminuir os esta quantidade a no máximo 5 por Estado, 1 Deputado Federal por Estado e 1 senador por Estado? Teríamos uma redução enorme nos gastos do Congresso, e mais trabalho para cada parlamentar.

E com o uso intenso da tecnologia , tornar as reuniões à distância, sem necessidade de gastos com deslocamentos e as eleições pela internet, com o fim do Fundo Partidário que consome mais de 6 bilhões em cada eleição no país.

É sonho? É utopia? É algo impensável? A queda do muro de Berlim, a eleição de um negro nos Estados Unidos e a chegada de um vírus desconhecido e destruidor no mundo ninguém esperava. Então, tudo é possível, é só esperar.

0 visualização